Páginas da vida.

domingo, 29 de agosto de 2010

(...) Naquela noite ela chorava, como uma criança querendo um colo. Ela trancou-se em seu quarto, e começou a contemplar sua propria vida. Ela tinha perdido o controle da situação. Estava se sentindo sozinha e vazia. Não tinha pra onde ir, ombro pra desabafar. Tudo tinha desabado, e ela havia perdido o seu próprio chão. A sua vida parecia uma grande tempestade. Ela não conseguia achar uma saida, só sabia chorar. As lágrimas eram derramadas naturalmente. Naquela noite, o seu quarto era o proprio ponto de reflexão. Não havia mais nada de importante em sua vida. Na verdade ela tinha reconhecido os seus erros, perdas, e desilusões. Mais dentro do caminho escuro, ela encontrou uma luz. E percebeu que por mais triste que ela estava naquele momento, o seu coração não iria parar de bater. E ela não poderia apagar dos seus sonhos a pessoa que ela mais queria naquele momento. E chegou a conclusão de que, por mais que ela derramasse lágrimas de dor e tristeza, não adiantaria. Porque o seu coração já tinha sido entregue, para aquela pessoa, por quem ela chorava. E ela não se importava mais com a tristeza daquele momento, mais sim, com tudo o que ela sentiu dentro da sua alma, porque só ela sabia o quanto tinha sido sincero, verdadeiro e unico! (...)

2 comentários:

I'm Lomah disse...

Ameei o post'
-seguindo aqui.segue lá também ?

**Brunah Isabelle =) disse...

Ameeii..
Toh te seguindo..!
Segue eu lá tmb...!
bjoO