Páginas da vida.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Carta para um anjo!

Lembro-me de que vivemos diversos momentos de crise, quando eu o conheci, estava em um momento confuso da minha vida. Ele parecia um anjo, que me ligava todos os dias. E pra mim, era um anjo com a essência de um humano. Porque em todas as vezes que ele me ligava estava com uma voz cansada e roca. Porém muito profunda. Ele fazia tudo para me deixar cada vez mais feliz. Demonstrava ciúmes, e fazia de tudo para me ter cada vez mais perto. Era incrivel o modo dele sorrir, era mais incrivel ainda a maneira dele falar o quanto ele me amava. Passaram-se exatamente 5 anos. Nós namoravamos todos os dias. Sempre estavamos em contato. Tudo aquilo parecia um laço. Um laço que a morte cortou. Quando completaram-se exatamente 5 anos, ele partiu. O meu querido anjo, foi embora. Até hoje, eu ainda guardo todas as lembranças e tento reviver tudo, novamente. Porém quero deixar um pequeno bilhete. Porque eu sei que ele ainda me ama. Portanto aqui vai as minhas palavras, quer dizer, palavras de um coração que chora em silêncio:

- Meu amor, os dias estão passando. Está tudo acontecendo tão rápido. Tudo está passando de repente. Porém, a minha dor, ainda me devora. Eu estou com medo amor. Tudo está dificil, muito dificil. Eu não ganho mais uma ligação ao final do dia. E muito menos beijos e abraços nos finais de semana. Está duendo muito, talvez seja de saudade ou então, de amor. Eu estou precisando de você. Das suas palavras. Precisando do seu ombro, do seu carinho. Ei, amor eu estou desesperada. Por favor, cuide de mim. Você sempre foi o meu único motivo de existência, e agora, junatamente com a sua morte, eu me sinto indefesa e morta também. Você levou todas as batidas do meu coração e me deixou somente com as lembranças de um amor eterno. Porém eu te desculpo. Desculpo por ter sido a melhor coisa que aconteceu em minha vida. É, obrigada, meu anjo! Obrigada, por ter me amado tanto...
 
texto fictício

3 comentários:

Shuzy disse...

Me doeu... Acho que por não saber o que o amanhã reserva.

Cízz disse...

É um texto muito intenso e profundo. É ruim, mas acho que no fundo sabemos que os anjos, sempre, uma hora devem voltar para o céu.
Beijos :3

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo e profundo seu texto, parabéns.

Tem selos de presente pra você no meu blog.

http://ventosnaprimavera.blogspot.com