Páginas da vida.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Eu quero amar eternamente!


Vovó e vovô viveram a vida toda juntos. Como será que isso foi possível? Para vovó, ele ainda é o mais gatinho de todos. Para o vovô, ela é a mais linda de todas as perfeições do universo. Os dois se completam e se desejam. Vovô se espelha em vovó e vice-e-versa. É como se houvesse um laço eterno. Faz, exatamente uns 50 anos em que estão juntos. E nunca houve uma separação sequer. Vovó cuida de vovô como se ele fosse um bebezinho, querendo um colo acolhedor. Vovô cuida de vovó, como uma menininha indefesa, precisando de abrigo. Eu admiro essa união e vejo a capacidade de duas pessoas se amarem durante a vida inteira. Eu tenho orgulho deles! Porque hoje, eles são a minha única inspiração. E eu vou continuar a tradição. Vou te amar a vida toda, sem separação e sem limite. Vou te amar com vontade, e intensamente. Eu vou chegar ao fim da minha vida, bem velhinha, vou olhar do lado e enconcontrar você. Eu vou cuidar muito bem do nosso amor. E cativá-lo a cada dia. Eu vou seguir o exemplo da vovó e do vovô, porque eles me ensinaram que o amor, vai além da vida. E o impossivel não existe, quando trata-se de um verdadeiro sentimento. Por isso, amor, me dê a sua mão. E vamos viver os próximos 50 anos juntos, ou mais. Isso ainda não será o suficiente. Porém, eu prometo te fazer feliz, em todas as vidas necessárias. Eu prometo convercer você de que o brilho nos meus olhos lhe pertence. Eu prometo, e te juro amor eterno!

2 comentários:

Tati Alves disse...

ai flor que texto mais lindinho de verdade, gostei muito fofo!

Raúla Yasmin disse...

Que liiiindo *-------*
Amei!
Você escreve tão bem.. com o coração, com a alma :)