Páginas da vida.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

"Marry me?"

Vai chegar um dia em que você vai me olhar e dizer que me aceita como sua esposa, que vai me amar e me respeitar pelo resto da sua vida, na saúde e na doença até que a morte nos separe. Então, vamos para a nossa casa, dormiremos na nossa cama macia, e você vai me fazer sentir a mulher mais sortuda por estar ao seu lado. Sem arrependimentos, vamos curtir a noite e transbordar amor, muito amor. Ao acordar, abriremos a janela, observaremos o dia que por sinal vai estar lindo, na verdade não sei se estará nublado ou ensolarado, porém vai estar lindo. Nós ficaremos juntos para sempre. Eu vou cuidar de você, das suas roupas, refeições e vou te ajudar a arrumar suas desorganizações . Vou descobrir a cada dia sua essência. Nós vamos ao supermercado e vamos voltar cobertos de sacolas. Vou cozinhar sua comida preferida, e vou ousar em tirar de você sorrisos, quando uma lágrima quizer cair. Quando o mundo te abandonar, você vai chegar em casa, e eu estarei te esperando, para te confortar e te lembrar que tudo vai dar certo. Teremos filhos, e eles serão a nossa motivação e alegria. De domingo, vai ter macarrão, coca e muito sorvete, pode ser de abacaxi, já que é o seu preferido. Quando deitarmos, agradeceremos a Deus por tudo o que Ele nos fez, e por ter colocado em nós um amor tão puro e sincero. E eu vou dedicar a você meus dias, vou fazer de tudo para te agradar. Nós seremos o casal mais apaixonado do mundo, vai ser melhor que de contos de fadas ou novela das 9:00 hs. Porque, hoje, não há nada mais esperançoso e lindo do que esperar e idealizar esses dias felizes chegarem, nós sabemos. Portanto, não importa os acontecimentos, seremos sempre fortalecidos no laço eterno do amor. E que assim seja, desde agora e para sempre. Amém.

4 comentários:

patrícia. disse...

Adorei. :3
Estou a seguir. *

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo seu texto, parabéns.Tudo de bom pra você.

Ricardo Miñana disse...

Hola Aline, una bella y positiva entrada, un placer pasar por tu espacio.
disculpa la ausencia por motivos personales.
un abrazo.

Pedro Miguel SIlva Macedo. disse...

gostei muito!