Páginas da vida.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Sabe quando alguém abre uma ferida em você, e fica por sua conta cicatrizá-la? Porém você não consegue, e tem medo daquela ferida ficar aberta para sempre? É. Eu estou me sentindo assim. É como se a ferida estivesse ardendo, e nenhum remédio poderia ajudar-me nessa situação. Então, me conformo, e deixo ela aberta, porque além de todos os remédios do mundo, existe um chamado: tempo. Então, eu espero que esse, único, funcione!

5 comentários:

Mayara Cândido disse...

Lindo demais

Andressa Keka disse...

não acho que ele cure. :/
acho que ele tira a dor do centros das atenções.
é triste.

Arnoldo Pimentel disse...

Tem selos de presente pra você no meu blog, passe lá e pegue quantos desejar
HTTP://ventosnaprimavera.blogspot.com

'Lara Mello disse...

Obrigada por me seguir..Gostei muito daqui também..E seu gato é uma coisa! Sorte!!

dear sarah disse...

As feridas com o tempo e com muito esforço se cicatrizam.

Vai passar, força mulher!