Páginas da vida.

domingo, 28 de novembro de 2010

Apesar de tudo - Final

Pensei na possível hipótese de ser Carlos. Mais como poderia ser ele? Se ele amava minha mãe? As perguntas eram sempre as mesmas. Eu odiava quando acontecia comigo. Lembrei – me  de um menino que conheci na escola, ele dizia ser louco por mim. Mais não era o caso.
Então Carlos veio novamente, com aquele olhar discreto e objetivo e elogiou as flores e disse que eu estava seduzindo alguém. Eu fiquei em choque, por que sinceramente não estava seduzindo ninguém. Carlos suspirou fundo, e segurou em minhas mãos e completou a cena: “ Foi eu quem, mandou as flores e as palavras bonitas.” Eu paralisei.
Fique sem reação, pela primeira vez na vida, mais agora o mundo estava andando de acordo comigo. Só que tem um porém: o mundo está nas minhas mãos e eu não posso fazer a escolha saudável para mim. Eu, no fundo admirava Carlos e com certeza seria muito feliz ao lado dele. Mais e a memória da minha mãe? Eu realmente não sabia o que fazer. Os pensamentos estavam surgindo naturalmente. Foi quando Carlos interrompeu os mesmos:
-  Eu sempre fui o melhor amigo da sua mãe. Procurava de alguma forma me aproximar de você. E aquele relacionamento que eu tinha com a sua mãe foi apenas um acordo. Ela sabia que estava doente, e sabia sobre o meu amor por você. Então eu fiz um pedido para ela. Para que eu me aproximasse de você. Ela aceitou um namoro falso. E disse que não era para mim desistir de você. Porque a única coisa que ela queria nesse mundo era te ver feliz. Ela e seu pai. Me perdoe, eu me sinto um idiota apaixonado te falando isso.
Eu encarei o profundo dos olhos dele e abracei-o. Foi um abraço de alivio e muito sufocante. Eu apertava-o, e chorava sem parar. Foi quando ele plantou uma única esperança dentro do meu peito na qual destacava a seguinte frase: Tudo vai dar certo!
Eu havia encontrado meu chão novamente. E havia arrepios entre minha pele. E um calor atingindo o coração e a alma. Eu conhecia Carlos desde quando eu nasci. Ele cuidava de mim, me apoiava. Só que quando cresci me afastei dele. Por causa de uma mentira para o meu próprio bem.

Ele,  olhou em meus olhos, secou minhas lágrimas e me beijou. Eu beijava-o devagar e carinhosamente. Eu simplesmente tinha segurando ao lado dele.
Os dias foram passando e Carlos me presenteava com chocolates, flores e tudo o que uma mulher sonha em receber de um homem perfeito. Alias para mim, Carlos era o homem mais perfeito do mundo.
Nós então, nos casamos. E hoje, eu tenho um casal de filhos. O amor continua o mesmo. E Carlos me faz cada vez mais feliz.
Se pudesse eu queria apenas entregar um bilhete para os meus pais:
“ Minha vida sem vocês não foi a mesma. Mais pai e mãe eu consegui superar a dor. E vocês me ajudaram. Eu não tinha mais coragem para viver. Não tinha para onde ir. A ausência de vocês me machucava por dentro. Porém, eu cresci através dessa única experiência. Por isso quero somente agradecer vocês. Vocês partiram, mais deixaram lembranças inapagáveis dentro de mim. Vocês foram minha alegria, minha tristeza, minha luz, minha escuridão. Vocês formaram a minha felicidade, apesar de tudo. Mamãe e Papai. Hoje eu estou mais feliz do que nunca, e espero poder contar sobre vocês para os meus filhos. Porque eu sei que vocês serão o orgulho deles. E para mim, serão sempre a minha motivação. Obrigada por terem me colocado no mundo, e, também, por continuarem vivendo dentro de mim. Eu tenho uma família agora, entretanto, jamais esquecerei o sorriso, o carinho, e as palavras que vocês me ofereciam. Eu nunca vou esquecer vocês. Mãe e Pai..."
Carlos leu o bilhete, e chorou. Eu sorri e disse:
- Você simplesmente, me ajudou a sobreviver. Ajudou - me a encontrar de alguma maneira uma nova motivação, além dos meus pais. Eu te amo meu amor. E você, é tudo para mim... Obrigada por me fazer nascer de novo, e encarar a vida com um amor puro e verdadeiro que há entre nós. Obrigada por ser a minha felicidade.

5 comentários:

Calando a Boca disse...

Continua vai? Adorei. :)

Gigi disse...

Oláaaaaaaaa, Aline..iluminada semana!
Meu msn gysgabriel@hotmail.com
iNFINITOS BEIJINHOS NO CORE

Márcinha Mendonça disse...

Passando pra Desejar uma semana repleta de Felicidades e Sorrisos Largos Beijos Meus...

Cízz disse...

Que texto lindinho!
Está interessante.
Boa quarta!
:3

ƒrαทciทi ఇ disse...

Nossa, visitei seu blog pela primeira a dois dias e guardei a pagina, porque achei muito interessante. Hoje li essa história, muito linda. Parabéns pela forma que escreve, me indentifiquei muito com seus posts mais recentes, parabéns mais uma vez.

Meu Blog: http://francinipedro.blogspot.com